Miss Brasil Gay 2024: data confirmada e novo local marcam a 42ª edição do evento em Juiz de Fora

Mudança para o Ginásio Municipal visa maior acessibilidade e interação com o público

17/05/2024 às 12h36 Atualizada em 17/05/2024 às 13h02
Por: Henrique Souza
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Instagram @missbrasilgayoficial
Foto: Reprodução/Instagram @missbrasilgayoficial

O Miss Brasil Gay 2024 está confirmado para o dia 17 de agosto em Juiz de Fora, trazendo consigo novidades empolgantes que prometem tornar esta 42ª edição inesquecível. Uma das mudanças mais significativas é o novo local: o evento será realizado no Ginásio Municipal Jornalista Antônio Marcos. Esta escolha visa aproximar o concurso da comunidade, proporcionando uma experiência mais acessível e inclusiva para todos.

Durante a coletiva de imprensa realizada na última quinta-feira (16), Michel Brucce, um dos organizadores, destacou que a mudança de local tem como objetivo trazer o evento de volta para mais perto das pessoas. "Queremos que a população juiz-forana se sinta parte dessa celebração de beleza e diversidade," afirmou Brucce.

Continua após a publicidade
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Miss Brasil Gay (@missbrasilgayoficial)

Continua após a publicidade

Com o tema "Deixa o nosso brilho te envolver", o Miss Brasil Gay 2024 busca envolver o público de maneira ainda mais intensa. André Pavan, diretor artístico e coordenador nacional, explicou que a nova localização no ginásio permitirá uma interação maior com a plateia. "Será um espetáculo voltado para o público e para as arquibancadas, com um elenco estelar," comentou Pavan. A mudança também inclui uma redução na duração do evento para cerca de três horas, começando e terminando mais cedo do que nas edições anteriores.

As alterações não param por aí. A regulamentação do concurso foi revisada para simplificar o processo de avaliação. Este ano, os jurados selecionarão os melhores trajes típicos e de gala apenas por indicação de voto, sem a necessidade de notas detalhadas. Além disso, as misses não usarão capas que escondam suas vestimentas, permitindo uma apreciação mais direta. As candidatas serão avaliadas também pela sua capacidade de oratória, sublinhando a importância do papel da Miss como porta-voz da comunidade LGBTQIAPN+.

O impacto econômico do evento também é uma grande expectativa para Juiz de Fora. Em 2023, o Miss Brasil Gay gerou cerca de R$ 7 milhões para a economia local, e a previsão para 2024 é semelhante. Marcelo do Carmo, Secretário de Turismo, expressou a intenção de prolongar a permanência dos turistas na cidade, oferecendo uma programação rica e diversificada. "Queremos que os visitantes fiquem mais tempo e aproveitem tudo o que Juiz de Fora tem a oferecer," disse do Carmo.

Com a venda de ingressos começando no dia 1 de junho, a organização espera atrair um grande público de diversas partes do país. O Ginásio Municipal Jornalista Antônio Marcos, recém-reformado, está preparado para receber um evento que promete ser memorável, celebrando a beleza, a diversidade e a inclusão de forma mais acessível e envolvente do que nunca.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários